Com o objetivo de atrair mais indústrias para Aparecida do Taboado, a Prefeitura realizou uma reunião, na manhã do último dia 03, com os membros do Conselho diretor do PRODEAT (Programa de Desenvolvimento de Aparecida do Taboado).  O encontro ocorreu na Sala de Reuniões, no Paço Municipal, às 9h, e tratou sobre a doação de área para a empresa Pólo Clima.

Os membros do Conselho apreciaram e proferiram decisão favorável ao processo de requerimento de benefícios da Lei Municipal nº 1.265/2009 para a indústria de Ana Claudia Fachini Zaramelo-ME, que solicitou uma área localizada no Parque Industrial “Wilques Alves de Queiroz”, medindo 9.648,58 m².  O presidente do Conselho pediu que fosse expedido um ofício de resposta para a empresa dando o posicionamento do PRODEAT, bem como ao prefeito Robinho Samara, para que se tome as medidas legais para a concessão dos benefícios descritos na Lei Municipal nº 1265/2009, nos artigos 19 e 20, e a doação da área, com o envio de projeto de Lei para a apreciação do Poder Legislativo.

A empresa tem como ramo de indústria a fabricação de máquinas e aparelhos de refrigeração e ventilação para uso industrial e comercial, peças e acessórios. A Pólo Clima tem mais de 20 anos no mercado, com trajetória de empreendedorismo e é referência no ranking nacional de climatização, tendo mais de 15 modelos de equipamentos que atendem à qualquer tipo de ambiente a ser climatizado.

De acordo com o requerimento apresentado para a Prefeitura, a empresa pretende construir um barracão de 750 m²; um investimento de R$ 95 mil. Para a instalação da empresa, na primeira etapa pretende gerar como mão de obra 10 empregos diretos e 20 indiretos. No entanto, quando estiver em pleno funcionamento prevê a contratação de 10 empregos diretos e 25 indiretos.

Segundo a empresária Ana Claudia Fachini Zaramelo, a empresa foi motivada a escolher Aparecida do Taboado para se instalar por sua logística e incentivos fiscais. Ela contou que atualmente a Polo Clima tem sua matriz em Santa Fé do Sul, o que facilitou ainda mais na escolha, por estar na divisa do Estado de São Paulo. Além disso, com a localização, a empresa consegue atender seus clientes da região Centro Oeste, Goiás, Tocantins e Mato Grosso. “Com a aprovação do PRODEAT queremos iniciar a nossa instalação o mais rápido possível”, disse.

O prefeito Robinho Samara foi informado da decisão do PRODEAT e se demonstrou satisfeito com o resultado. Ele salientou que está “empenhado em conquistar ainda mais indústrias para Aparecida do Taboado”. Segundo o Chefe do Poder Executivo, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico existem mais dois processos de doação de área e incentivos fiscais, o que demonstra o engajamento da Prefeitura para a geração de emprego e renda.

Participaram da reunião: a secretária de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, Dulce Lima e os conselheiros Kaiser Carlos, Antônio Serini, Antônio Carlos Marques Farinha (Toninho) e José Natan de Paula.