A Prefeitura de Aparecida do Taboado capacitou os professores do município sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O curso, ministrado pela Secretaria de Estado de Educação em parceria com o município na sexta-feira, 30 de junho, atendeu uma solicitação do vereador Moysés Chama, que também é professor.

Durante a abertura da solenidade, a Secretária Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Maria Margarida de Matos, enfatizou que o entendimento sobre os objetivos de aprendizagens exigidos pela BNCC contribuirá com os ensinamentos dos professores em sala de aula. “Nós temos que estar atentos sobre as regras da Base Nacional Comum Curricular. Aqui de Aparecida do Taboado a professora Edileide Cruz participou do evento que apresentou a primeira versão do currículo elaborado pelo estado de Mato Grosso do Sul em diálogo com a Base Nacional Comum Curricular, em Campo Grande. Essa palestra irá enriquecer esse momento de mudança na Educação. Desejo um bom curso à todos, uma vez que, o estudo da Base já está sendo feito nas horas atividades dos professores há vários meses.

A BNCC foi organizada de uma forma que cada escola, cada sistema de ensino, possa se organizar da melhor maneira, ou seja, ela não vai intervir como os estados farão a sua organização escolar.

O vereador Moysés Chama agradeceu à Secretaria de Educação por atender a sua indicação. “É um momento muito feliz para todos os professores receber este curso, e agradeço à secretária, Maria Margaria de Matos, por ter acatado a indicação fazendo com que possamos aperfeiçoar ainda mais a nossa Educação”.

A palestra foi ministrada pelo professor Cláudio Ferreira da Silva, representante da BNCC da Coordenadoria Regional de Educação (CRE – 10) e pela formadora da gestão pedagógica da CRE-10, professora Adriana Cristina Pereira.

Segundo explicou Cláudio, a Base Nacional Comum Curricular visa orientar a construção de currículo educacional em consonância com as exigências impostas na BNCC, com objetivo de oferecer conhecimentos essenciais que todas as entidades brasileiras têm o direito de ter acesso. “A BNCC está centrada em duas competências: cognitiva e sociemocional e o objetivo é o desenvolvimento integral”.