A Prefeitura de Aparecida do Taboado e o Centro de Referência Esportiva Três Lagoas fecharam uma parceria para oferecer novas modalidades esportivas gratuitas no município para crianças e adolescentes. As ações iniciaram com oficinas voltadas para professores e jovens.

As capacitações foram realizadas na sexta-feira, 23, no Centro Cultural e Pedagógico “Professor Agrício José Tolentino” e contou com a participação de educadores físicos e adolescentes do programa social do Instituto “Dom Afonso Maria Fusco”.

Na ocasião, o Executivo foi representado pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, Dulce Lima e pelo diretor de Esportes, Jair Queiroz.

O CRE tem como missão ofertar serviços a comunidade, como, por exemplo, modalidades esportivas, oficinas e formação continuada EAD (Ensino À Distância). O projeto é totalmente sem custos para o município, a Prefeitura apenas cede o espaço para os treinamentos e oferece professores capacitados para fazer parte das ações. Suas atividades são desenvolvidas em cidades com influência da unidade da Petrobras – Usina Termelétrica Luís Carlos Pretes, localizada no município de Três Lagoas, por isso Aparecida do Taboado foi incluída.

Inicialmente foram ofertadas três oficinas: Educomunicação, Meio Ambiente e Formação de Professores. Cada formação contou com o apoio técnico de profissionais da Prefeitura. Na Educomunicação o auxílio é da diretoria de Comunicação; no Meio Ambiente a Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente dá suporte; e na Formação de Professores a diretoria de Esportes é responsável.

O diretor pedagógico do CRE-TL, Émerson Silva, abriu a programação explicando que o Centro tem por meta atender como participantes diretos do projeto crianças, adolescentes e jovens.

Émerson explicou que a formação de professores de Educação Física visa apresentar uma metodologia voltada para atuação nas aulas dentro da escola, por meio do esporte vocacional para contribuir na qualificação das práticas de educação física e para poder mobilizar a questão, principalmente do direito ao esporte, garantia que as crianças, adolescentes e adultos têm.

Já na oficina de Educação Ambiental o CRE-TL colocou em prática o projeto “Eco Clube”, cujo público-alvo é adolescentes e jovens, objetivando falar do tema “meio ambiente” e construir um plano de ação para a cidade, dentro da escola e do bairro onde residem os jovens envolvidos. As atividades foram conduzidas por Marco Antônio Carvalhaes, diretor de Meio Ambiente.

O diretor familiarizou os participantes sobre o que é Meio Ambiente, falou sobre sustentabilidade e os efeitos da degradação do meio ambiente.

A oficina de Educomunicação busca despertar a cidadania nos participantes utilizando a tecnologia. “A comunicação com o uso da tecnologia facilita a troca de experiência, com o objetivo de conseguir educar através deste processo”, explicou Carlos Eduardo Moreira, coordenador de Comunicação.

Os jovens aprenderam sobre o tema, selecionaram as atividades de rádio, TV, jornal, Vlog e Blog. Formaram equipes de trabalho, elaboraram pautas, criaram conteúdos, conheceram sobre edição de áudios e vídeos e materiais utilizados na comunicação, finalizando com uma roda de conversa sobre as atividades da oficina.

Após o período de capacitação de professores e gestores serão abertas as inscrições e matrículas nas diferentes modalidades de esporte. O projeto está previsto para dar início efetivamente em 2019.