O “Projeto de Trabalho Social” – Plano de Desenvolvimento Sócio Territorial (PDST) para as famílias contempladas com a casa própria nos residenciais “Tia Chica I e II” continua sendo executado pela Prefeitura Municipal de Aparecida do Taboado. Nos dias 26 e 27, como parte das ações, os beneficiários assistiram a palestras com o tema “Educação Patrimonial”.

Ministrada pela assistente social, Leiner Teruya, responsável pela empresa Societas Consultoria, a palestra tratou sobre como os moradores podem cuidar com seu imóvel e em torno, esclareceu deveres e direitos, enfatizando a valorização dos benefícios recebidos (casa, esgoto, asfalto, drenagem, iluminação, etc).

A reunião contou com a participação da secretária municipal de Assistência Social, Lucilene Tábuas Carrasco, da coordenadora do PDST, Analice Gonçalves Domingos e do diretor local do PROCON, Jary Augusto Silva.

“O PDST é um programa essencial, pois não adianta só dar a casa, é preciso dar orientação. É uma exigência do Governo Federal, executado com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial). Neste pouco tempo em que os beneficiários se mudaram surgem muitas dúvidas e demandas, e nós levamos todas para a Secretaria Municipal de Assistência Social”, disse Leiner.

A secretária de Assistência Social, Lucilene Tábuas Carrasco, deu as boas vindas aos moradores e agradeceu a disponibilidade do PROCON em participar do encontro para esclarecer os direitos do consumidor. “Vocês pediram respostas de algumas demandas e tudo o que nós podemos, na medida do possível, atendemos. Hoje o Jary, diretor do PROCON, veio para esclarecer todos os questionamentos sobre suas casas e o que diz respeito ao Direito Consumerista. O nosso objetivo é chegar a um consenso para sanar todas as situações que surgem”, falou.

Analice Gonçalves Domingos, coordenadora do PDST, lembrou que o Trabalho Social é coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e as ações foram planejadas para atender a realidade local, com foco especialmente nos eixos: Organização Comunitária, Educação Sanitária e Ambiental, Educação Patrimonial e Geração de Renda.

“Ao abordar a Educação Patrimonial nosso objetivo é que os beneficiários contribuam e se conscientizem sobre o que é morar em comunidade”, disse a coordenadora.

O diretor do PROCON, bacharel em Direito, foi convidado para falar sobre o Direito do Consumidor. Na oportunidade muitas perguntas foram feitas pelos moradores e todas foram esclarecidas. “É imprescindível discutir os problemas que surgem e importante estimular o convívio comunitário para que o empreendimento tenha sustentabilidade”, destacou.

Ao final do evento foram sorteados brindes entre os beneficiários. As crianças tiveram à disposição pula-pula, cachorro-quente e refrigerantes.

A assistente social, Leiner Teruya, da empresa Societas Consultoria, ministrou sobre o tema “Educação Patrimonial”.

Analice Gonçalves Domingos, coordenadora do PDST, lembrou que o Trabalho Social é coordenador pela Secretaria Municipal de Assistência Social.
Direito do Consumidor também foi abordado no PDST, pelo diretor do PROCON, Jary Augusto.
A secretária municipal de Assistência Social, Lucilene Tábuas Carrasco, enfatizou o trabalho de sua pasta com os moradores.