Mais uma reunião do PRODEAT (Programa de Desenvolvimento de Aparecida do Taboado) ocorreu no dia 25 de julho, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente para analisar e apreciar cinco processos de requerimentos dos benefícios da Lei Municipal nº 1.265/2009.

Os membros do Conselho Diretor foram convocados pelo presidente, Jary Augusto Silva, para tratar sobre os pedidos de isenção de impostos para ampliação, além de doação de área para construção de novas empresas no município.

Eles deliberaram favoráveis aos pedidos dos benefícios, da empresa Getúlio Rossito de Aguiar-ME; do Laticínio Pantanal Eirelli, e da DânicaZipco – Sistemas Construtivos, que recebeu novamente a aprovação da isenção municipal. Segundo o presidente do Conselho, Jary Augusto Silva, embora tenha sido aprovados estes pedidos, há a particularidade de se enviar à apreciação da Câmara de Vereadores a aprovação do projeto de lei para finalização.

“Durante 10 anos a empresa DânicaZipco recebeu isenção fiscal municipal, chegando ao fim em dezembro de 2018, porém, com o incêndio de grande proporção que destruiu parte da empresa, o Conselho resolveu estender o incentivo por mais cinco anos para que a empresa se fortaleça e continue sendo uma das maiores geradoras de emprego de Aparecida do Taboado”, disse a secretária de Desenvolvimento Econômico, Dulce Lima.

Além das análises processos, o PRODEAT também colocou em pauta assuntos relacionados ao Conselho e as retomadas de áreas doadas pela Prefeitura em que as empresas não cumpriram com o projeto proposto.

Compartilhe com os amigos: