O prefeito Robinho Samara juntamente com a Deputada Federal Tereza Cristina prestigiaram a tradicional festa no Córrego do Ouro.

Palhaços, bandeiras, músicas tradicionais e muita religiosidade marcaram a tradicional Festa de Santos Reis, que atrai milhares de devotos. Realizada, anualmente, no Centro Comunitário Córrego do Ouro, o evento ocorreu no último sábado, dia 6, e reuniu milhares de pessoas.

Neste ano, o casal João Vieira das Neves e Isaura Mendes Vieira foi o responsável pela realização da festa, que contou com união, fé e muito trabalho.

Segundo o casal, festa já se tornou uma grande tradição no município, cuja cultura é passada de pais para filhos por várias gerações. “A comemoração já faz parte do calendário festivo de Aparecida do Taboado, e a cada ano que passa mais pessoas começam a fazer parte desse ato de fé e devoção aos três Reis Magos”, falou João das Neves.

João das Neves destacou que o principal objetivo do evento este ano foi arrecadar fundos para o Centro Comunitário do Córrego do Ouro. “Toda a renda da festa será revertida em benefícios e melhorias para o local. Queremos agradecer todos os aparecidenses que contribuíram para que a festa fosse um sucesso, como todas as autoridades que se fizeram presentes na Festa de Santos Reis e que, de uma forma ou outra, contribuíram ainda mais para que tudo ficasse perfeito”, agradeceram João das Neves e Isaura.

A festividade foi prestigiada pelo prefeito Robinho Samara e também pela Deputada Federal Tereza Cristina.

Robinho Samara informou que a Prefeitura Municipal é parceira do evento, incentivando o turismo rural e religioso de Aparecida do Taboado. “Quando falamos de tradição em nosso município podemos enumerar algumas manifestações culturais, artísticas e religiosas que vem se consolidando ao longo de nossa história, entre elas está a Festa de Santos Reis, que é de grande importância cultural para a nossa cidade”, falou Robinho. “Esta festa vem resgatando a cultura aparecidense há mais de 100 anos, não podemos deixar essa tradição acabar, por isso a Prefeitura Municipal é incentivadora deste e de outros eventos em nossa cidade”, completou ele.

A Deputada Federal Tereza Cristina destacou que é de extrema importância todas as manifestações culturais alusivas de cada região, pois mantem viva as tradições locais.

Os festeiros aproveitaram a oportunidade para agradecer o apoio que a Prefeitura Municipal de Aparecida do Taboado deu para a realização do evento, com o patrolamento das estradas que dão acesso ao Centro Comunitário do Córrego do Ouro.

Milhares de pessoas passaram pelo Centro Comunitário Córrego do Ouro, durante o dia de festa, que teve início às 11 horas, quando foi servido um saboroso almoço. No cardápio: arroz, arroz com carne de porco, feijão “gordo”, mandioca, farofa temperada, lombo – carne recheada de vaca, almôndegas, batata com carne, gueirova, abobrinha com quiabo, quibe de mandioca e o tradicional macarrão com frango. Para sobremesa diversos tipos de doces caseiros: mamão em pedaço, pau de mamão ralado, casca de laranja, bolinha de queijo, jaracatiá, goiaba, manga, abobora, cidra, geleia de mocotó e o doce de leite. “Os preparativos das comidas começaram em novembro, mas desde janeiro de 2017 os festeiros vieram realizando ações e atividades para a realização da festa, sendo que várias pessoas trabalharam todos os dias nos preparativos, pois alguns doces e as carnes que foram servidas demoram um pouco para serem feitos. Foram utilizados, no preparo dos pratos, 600 quilos de carne de porco; 1.150 quilos de carne vaca; 200 frangos; cerca de 350 quilos de arroz; 140 quilos de gueirova; 200 quilos de macarrão; 80 quilos de cebola; 120 quilos de batata do tipo inglesa, cerca de 100 quilos de abobrinha, e cerca de 100 quilos de quiabo, 100 quilos de mandioca; 6 latas de farofa, o que dá aproximadamente 100 quilos; 60 quilos de café; e para os doces foram mais de 750 litros de leite, 10 caixas de mamão, 100 kg de queijo ralado, 50 kg de massa de pau de mamão, 3 caixas de laranja da terra para o doce de casca de laranja, cerca de 70 kg de massa do pau de jaracatiá para o doce de jaracatiá, 5 caixas de goiaba,  3 caixas de manga, 80 kg de abobora, 2 caixas de cidra”, detalhara as cozinheiras do evento.

Um dos momentos mais esperados por todos foi a chegada da Companhia Embaixadores dos Reis Magos, que trouxe à tona as mais simples emoções do nascimento de Jesus Cristo. Com muitas canções e recital de poesia sobre a história mais famosa do mundo, os foliões animaram e emocionaram muitos presentes. “Participo todo ano da festa, já que tive uma graça recebida dos três Reis Magos”, contou, muito emocionada, Rosa da Silva.

A festa continuou até de madrugada, com um grandioso forró que animou a todos os presentes. Os festeiros agradecem a todas as pessoas que doaram prendas, àquelas que contribuíram voluntariamente na organização da festa e também a todos que prestigiaram a chegada da Companhia de Reis.

 

Saída

Os foliões saíram em visitas no dia 20 de dezembro, percorrendo aproximadamente 50 fazendas do município, recolhendo prendas. A festa de saída também ocorreu no Centro Comunitário Córrego do Ouro e contou com centenas de pessoas, que puderam saborear um farto almoço, com pratos típicos e grande variedade de doces.

 

2019

Como ocorre em todos os anos, a coroa é passada para os festeiros que realizarão a festa do ano seguinte: Maria de Lourdes (Tuca) e Sebastião Táboas. “Por dois anos vivemos um drama em nossa família devido a uma doença que acometeu o meu filho Gustavo dos Santos Táboas, e depois de muita luta ele conseguiu se recuperar, por este motivo me ofereci para ser a próxima festeira, e dessa forma agradecer a Deus e aos Reis Magos pela benção alcançada”, falou Tuca.

Ao falar do filho Gustavo, Tuca sorriu e encheu o peito para dizer que “Gustavo é um guerreiro! Cheio de vontade de viver, uma pessoa muito querida e com muitos amigos. Pessoa querida e lembrada por Deus, pois para conhecer uma graça tamanha é porque foi lembrado por Ele”.

 

Festa dos Santos Reis

O “Dia de Reis” ou “Dia dos Santos Reis”, comemorado em 6 de janeiro, tem origem na tradição católica que lembra o dia que Jesus Cristo, recém-nascido, recebeu a visita de três Reis Magos: Belchior, Gaspar e Baltazar, vindos do Oriente, guiados por uma estrela.

Os três Reis Magos levaram a Jesus recém-nascido ouro, incenso e mirra, que representam as três dimensões de Cristo: a realeza, a divindade e a humanidade (o óleo da mirra servia para embalsamar os mortos). Tais presentes simbolizam, ainda, o futuro da missão de Jesus.

A intenção dos evangelistas ao mostrar os magos vindos do Oriente foi ensinar que o Cristo veio não apenas para o povo de Israel, mas para todos os povos e nações do mundo. A festa popular – também conhecida como Folia de Reis – foi trazida ao Brasil pelos colonizadores portugueses e até os dias atuais é tradição em várias regiões do país.